ESTUDOS

COR DA ROUPA PARA USAR HOJE!

Publicado: dezembro, 2019

Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a tua cabeça” (Eclesiastes 9.8).

Que as suas vestes sejam sempre brancas, e que nunca falte óleo sobre a sua cabeça” (NAA).

Visto que o ser humano continua sendo muito supersticioso…, vale reproduzir postagem nossa de três anos atrás.

A maneira de se vestir, ou até mesmo as cores das vestes tem sido uma questão debatida pelos seres humanos, desde muito tempo, isto tem gerado discussões, seminários, palestras e muitas horas de estudo. Há muitos consultores de moda vivendo, e vivendo bem, apenas sugerindo como é que o outro deverá vestir-se, para esta ou aquela ocasião, este ou aquele evento. Por exemplo, desde que a rainha Mary Stuart, da Escócia, no século XVI resolveu se casar de branco a moda pegou. A indústria da moda já fez muitos milionários explorando a vaidade humana e ditando o que vestir para grande parcela da população do mundo. E surgiram os especialistas em sugerir a tendência da moda e até propondo os “significados místicos” de cores das vestes para algumas ocasiões como o réveillon.

Os primeiros (modelos, masculino e feminino?), de vestuário de que se tem notícia, foram confeccionados pelo próprio criador para o primeiro casal, porém, não temos nenhum desenho, do corte, muito menos que cor eram, se havia diferença para o homem e a mulher, se era unissex, nada, então deixa para lá.

Mas, não é sobre moda que desejamos falar e, sim a respeito da “cor da roupa”, que o crente deveria usar, hoje amanhã e sempre! Calma, estou falando figuradamente! Eu naturalmente sei que “gosto não se discute”, estou consciente do ditado: “que seria do amarelo se todos gostassem do azul”, etc. A questão de vestir isto ou aquilo tem sido polêmico, até entre os crentes e não quero atiçar essa briga, por favor.

Como nossa regra de fé, mas também de prática continua sendo a bíblia Sagrada, é lá que devemos buscar informações sobre o que e como se vestir. Naturalmente vamos espiritualizar, ou falar figuradamente, certo?

No texto Sagrado, de forma figurada e bem abundante, vestes e especialmente as de cor branca, apontam para um viver de alguém com dignidade, justiça e pureza de caráter. Nosso texto em epígrafe, escrito por Salomão, encontra-se num contexto de uma vida fugaz, “debaixo do sol” e retrata a realidade instável de um mundo de aparências. Efetivamente, ele diz: “já que tudo aqui é vaidade, desfrute a vida, goze as coisas e faça de cada dia uma festa”.

Algumas versões, inclusive, traduzem como “Procure sempre parecer feliz e satisfeito”, ou “Vista roupas elegantes e use perfume”. É como diz o ditado popular “a vida é curta, então curta a vida”.

O termo “vaidade”, utilizada pelo autor de Eclesiastes, por trinta e oito vezes no livro, significa “vida fútil”.

No mundo antigo, vestes brancas e óleo perfumado sobre a cabeça eram itens utilizados em ocasiões festivas e celebrações várias.

Deixando de parte o tom até irônico do sábio, podemos “espiritualizar” um pouco a sua frase sobre “vestes brancas o tempo todo”, e lembrarmos que o ensino bíblico sobre o tema “vestes” é bem presente e relevante em toda a revelação.

Conquanto se diga que o modo de vestir não determina o que eu sou, especialmente no Apocalipse, vamos encontrar simbolicamente, pelo menos, que estas estão sempre indicando, sim o caráter de quem as usa ou usará.

– Texto no mínimo curioso, sobre vestes, temos em Judas 23, onde o apóstolo orienta os crentes a salvar alguém do mundo imundo, “odiando até as roupas manchadas pela carne”.

Naturalmente, ele não está falando de vestes físicas, se não nossa mente nos levaria à uma cena de balcão de açougue, onde do lado de dentro tem um moço de branco, porém sua roupa está suja de carne, isso mesmo, que tipo de mancha a carne física deixa? De sangue! Não, ele está falando espiritualmente, sobre a natureza carnal do pecador que manchou seu caráter, sua vida espiritual, que precisa ser agora, purificado.

– Por falar em purificar, em branquear ou alvejar a veste, qual seria o produto para esse mister? A resposta temo-la em Ap 7.13,14: “Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram? […], lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro”.

– Leio em Ap 3.4 de alguns crentes que por não terem se deixado contaminar com os pecados da maioria, foram considerados pelo Senhor como dignos de “andarem de branco junto com Ele”;

Os remidos finalmente desfrutarão a eternidade bem-aventurada somente se estiverem em vestes alvejadas pelo sangue de Jesus: “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas” (Ap 22.14).

Veste brancas, para os salvos, significa estar vestido da salvação (Is 61.10), que recebemos de nosso Amado Senhor, no ato da conversão. Elas falam de nosso caráter cristão íntegro que jamais deverá ser contaminado por nada! Uma vida limpa pela eficácia do sangue de Cristo!

Qual será a cor da roupa que vamos passar o ano todo? Branco, é claro!

Abraço,

Pr. Clari Mattos.


Comentários no Facebook